Publicidade
×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 376

Cleber Toledo

Cleber Toledo

Empresário, professor, jornalista há 25 anos, formado em Comunicação Social - Habilitação Jornalismo pela Universidade do Oeste Paulista (Unoeste), de Presidente Prudente (SP). Cidadão Tocantinense, proprietário do portal CT. 

 

A quase ensurdecedora vaia que a senadora Kátia Abreu (PMDB) recebeu ao ser anunciada na quarta-feira, 3, na audiência pública do Senado que discutiu a dívida do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural), só vem confirmar o quanto ela hoje enfrenta a resistência dos produtores rurais, segmento que a guindou ao olimpo da política brasileira. A rápida aparição da parlamentar num evento ruralista [ficou lá só dez minutos e saiu com discrição], depois de ter preterido a classe para ficar com Dilma e o PT, mostrou ainda que Kátia tenta reverter essa antipatia. No entanto, os movimentos que ela faz com esse objetivo evidencia que o estilo “trator" é realmente a marca registrada da senadora tocantinense.

Terça, 02 Maio 2017 15:45

Mexeu com uma, mexeu com todas: o vespeiro de Ataídes

Escrito por

A vice-prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), foi chamada a Brasília na terça-feira, 25, pela presidente nacional do PSDB Mulher, Solange Jurema. A reunião da executiva nacional do segmento tucano feminino discutiria um tema envolvendo a colega palmense. Cinthia, então, foi informada de que o senador Ataídes Oliveira enviou ofício a Solange comunicando a destituição da vice-prefeita da capital do Tocantins da presidência do PSDB Mulher estadual.

As centrais sindicais convocaram uma greve geral para esta sexta-feira, 28. Trata-se de um movimento de quem quer manter privilégios e não direitos, de quem desconhece [ou finge desconhecer] as contas públicas, de sindicatos que não querem o mercado brasileiro no século 21 e que nunca levantaram a voz contra a incompetência e a corrupção que imperaram neste país nos últimos anos.

O caso do deputado estadual Eduardo Siqueira Campos (DEM) revelou todo o açodamento da mídia na divulgação das delações da Operação Lava Jato. Não se trata aqui de absolver, mas também não se pode condenar ninguém. Primeiro porque é a palavra de um acusado de graves crimes e que busca diminuir sua pena convencendo os procuradores de que as informações que possui são importantes. Depois, os vazamentos de delações, que é a forma pela qual os depoimentos e documentos chegam à imprensa, podem estar “contaminados" por interesses diversos.

Nos momentos em que estão sob graves denúncias, os políticos se agarram à mesma narrativa para se defenderem das acusações. Foi o que se viu semana passada e ao longo dos últimos meses nos discursos, entrevistas e notas à imprensa dos principais líderes nacionais que estão sob os holofotes da mídia, ocupando espaços nobres, mas de forma altamente negativa.

Nos momentos em que estão sob graves denúncias, os políticos se agarram à mesma narrativa para se defenderem das acusações. Foi o que se viu semana passada e ao longo dos últimos meses nos discursos, entrevistas e notas à imprensa dos principais líderes nacionais que estão sob os holofotes da mídia, ocupando espaços nobres, mas de forma altamente negativa.

O prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), e seus aliados estão com uma pulga atrás da orelha depois que o governador Marcelo Miranda (PMDB) nomeou na quinta-feira, 20, dois suplentes do PSDC na Câmara da Capital para cargos comissionados em sua gestão. Eles ligam esse fato ao rompimento com a base anunciado nesta semana pelo vereador Filipe Fernandes, também do PSDC.

Acesso Restrito

Contato

© Todos os direitos reservados. Ivonete Eich / Coluna VIP Tocantins | 2013-2017.

Desenvolvido por OceanoAzul 100x27