Publicidade
Sábado, 26 Agosto 2017 15:03

O poder e a técnica certa da drenagem linfática Destaque

Publicado por
Avalie este item
(7 votos)
O assunto da nossa coluna hoje é  uma necessidade de dez em cada dez mulheres que são preocupadas com a beleza: a drenagem linfática. Convivendo com esse calor tocantinense, então, a visita ao esteticista para não acumular o líquido no corpo  tem que ser, no mínimo, uma vez por semana.
Esse procedimento estético ganhou  forma em 1932, na Europa, pelas mãos do Dr. Emil Vodder e sua esposa Estrid Vodder,  que tratavam de pessoas acometidas por gripes e sinusites, estimulando as linfas presentes em seus pescoços e, com os excelentes resultados obtidos, aprimoraram a técnica.
Mas embora exista há tanto tempo e seja tão conhecida e até acessível atualmente, há uma infinidade de mitos que cercam a drenagem linfática. Para saber o que realmente  é verdade e o que não procede a respeito do procedimento, acompanhe o nosso bate-papo com a esteticista Márcia Carneiro.
 
Qual a diferença entre a drenagem linfática e a massagem modeladora?
Márcia Carneiro:  A drenagem com aparelho é mecânica e a massagem manual é onde você sente os pontos do corpo onde o líquido se acumula e faz a desobstrução dos linfonódulos (axilas, pescoço, virilha, atrás dos joelhos e pés). Portanto, o aparelho potencializa o que se faz com a mão. O ideal é associar os dois. E, caso precise ser feito só um, a orientação é que se use a forma manual.
 
Compare o efeito da drenagem com e sem acompanhamento de dieta e/ou exercícios...
Márcia Carneiro: Drenagem sem complemento dá uma sensação de alívio e desinchação de até 4 dias. Já para quem faz acompanhamento o benefício é maior: o seu corpo vai entender que o líquido que você tem não te pertence e vai incentivar de forma mais rápida a excreta-lo, ou seja, o efeito dura mais tempo.     
 
Quais são os principais inimigos da alimentação de quem faz drenagem?
Márcia Carneiro: Tudo o que tiver sódio, porque retém líquido. Não é para ficar paranoico, mas   o ideal é ingerir no máximo 20 mg/dia, agora veja que numa latinha de refrigerante encontramos 270 mg de sódio.  Shoyu, coxinha, cozumel, carne de churrasco com excesso de sal grosso também estão nessa lista. Então, não adianta fazer a drenagem e correr para o restaurante japonês, porque você perdeu seu tempo e dinheiro na esteticista. O efeito da drenagem é neutralizado.
 
Drenagem com produto associado é mais eficaz. Qual a função de cada um no processo?
Márcia Carneiro: O primeiro a ser utilizado é o esfoliante, aplicado antes justamente para retirar impurezas, fazendo  com que a pele respire e receba os outros produtos durante a drenagem.   
No aparelho, usamos gel porque atua como condutor, fazendo o transporte da energia entre o equipamento e o corpo.
Para pós cirúrgico, o recomendado é usar talco por causa da aderência na pele, assim não corre risco de escorregar a mão e não passar por toda a área específica ou passar rápido, deixando o efeito a desejar.
 
 Em que situações a pessoa não pode fazer drenagem?
Márcia Carneiro: Quando  se está com febre ou alguma infecção ou ainda em casos de câncer, porque como a drenagem faz movimento na corrente sanguínea, pode levar uma bactéria de um lugar pra outro do corpo  e agravar a situação.
 
Qual a regularidade da drenagem para quem mora em regiões frias e quentes?
Márcia Carneiro: Para quem mora em lugares frios, uma vez por semana é ideal, já para quem mora em  regiões quentes, de duas a três vezes por semana, porque a ingestão de água é maior e, consequentemente, a necessidade de joga-la fora.    
 
Quais as reações que a drenagem pode provocar?
Márcia Carneiro: Ir mais vezes ao banheiro nas primeiras horas seguintes ao procedimento e urina de cor e odor mais fortes porque toxinas são liberadas. E é importante lembrar: drenagem linfática não deve doer.
 
O que deve ser feito antes ou imediatamente depois da drenagem para acelerar o efeito?
Márcia Carneiro:  Caminhada é fundamental, pois ela melhora a oxigenação do corpo e, com a drenagem, esse transporte de sangue é feito de forma mais rápida. 

márcia carneiro 1

*Márcia Carneiro é formada em Estética e Cosmética pela ULBRA em 2007; instrumentadora cirúrgica há 20 anos; especializada em Lipoescultura Manual pelo Instituto Ideal Terapia e em Peeling, com certificação pelo Dr. Rômulo Mêne e esteticista da Femine Fitness Center, em Palmas-TO. 

Última modificação em Segunda, 28 Agosto 2017 22:25
Cheila Naves

Mãe de três filhas, Cristã, Professora do IFTO, Empresaria de uma academia exclusivamente feminina. Foi a primeira coordenadora do projeto social internacional Brasil - Canadá, que trabalhava com mulheres em estado de vulnerabilidade.

www.colunaviptocantins.com.br/cheila-naves
Publicidade
hop3

Colunistas

Acesso Restrito

Contato

© Todos os direitos reservados. Ivonete Eich / Coluna VIP Tocantins | 2013-2017.

Desenvolvido por OceanoAzul 100x27