topocolunavip

Publicidade
Quinta, 28 Março 2019 09:26

Tríade da Mulher Atleta...sintomas

Publicado por
Dr. André Luiz Pereira, médico ortopedista, em encontro promovido para as mulheres neste mes de março na Clínica Ortopédica do Tocantins, falou sobre a Tríade da Mulher Atleta,  síndrome que acomete mulheres que praticam tanto exercícios físicos quanto atividades recreacionais. A baixa disponibilidade energética é o componente chave para a síndrome repercutir os três sintomas, sendo os distúrbios alimentares , amenorreia e até osteoporose.  A alteração no padrão alimentar pode começar apenas com hábitos de restrição calórica abusiva visando reduzir o peso, para melhora do desempenho ou até mesmo para atingir uma aparência esbelta, podendo chegar até  a casos de anorexia nervosa e bulimia.LEIA  MAIS:
 
Toda adolescente e mulher fisicamente ativa tem um potencial para desenvolver tal síndrome. As adolescentes acabam sendo ainda mais vulneráveis por alterações biológicas , exigência da sociedade por um padrão esbelto e a preocupação com a imagem corporal na puberdade.
 
Hoje sabe-se que mulheres que praticam atividade física de alta performance, podem desenvolver quadro de amenorreia, por um desequilíbrio hormonal, repercutindo diretamente na densidade óssea dessas atletas, o que pode desencadear uma osteoporose precoce.
 
Sintomas
 
O sintoma inicial é a alteração da regularidade menstrual. A falta de energia altera a produção hormonal, levando a ausência ou alteração do fluxo menstrual. Outros sintomas como insônia, mudança de humor, fadiga excessiva, desânimo e queda anormal do rendimento, podem indicar sobrecarga excessiva de treinos com tempo de recuperação e alimentação insuficientes e ainda um aumento do risco de fraturas por estresse.
 
Explica que descobrir o diagnóstico é o primeiro passo. Qualquer alteração do padrão menstrual deve servir de alerta para buscar ajuda médica especializada.
 
Após o diagnóstico, a paciente deverá passar por orientação nutricional especializada, adequando assim a disponibilidade energética para determinada carga de treinamento. Assim o equilíbrio poderá ser restabelecido e o sistema hormonal voltará a funcionar normalmente.
 
O melhor tratamento consiste em adequar a carga de treinamento com a ingestão calórica alimentar adequada. Lembrando que tudo isso deve ser feito de forma multidisciplinar, com médicos, nutricionistas, fisioterapeuta, preparador físico, psicólogo e psiquiatra.
 
O tratamento é longo, uma vez dentro da Tríade a mulher precisa ter um ciclo completo de 9 menstruações consecutivas para recuperação, caso haja interrupção, volta-se a estaca zero e todos os procedimentos devem recomeçar.
Talita Brunes

Fisioterapeuta formada pelo CEULP-ULBRA PALMAS, com Especialidades em Acupuntura, Ortopedia e Traumatologia, Fisioterapia esportiva, Terapia Manual e Treinamento Funcional.  Empresária do Espaço Talita Brunes - Reabilitando Vencedores localizado na Clínica Ortopédica do Tocantins - COT.  Com diversas formações na área da Fisioterapia como Dor, Reeducação Postural Funcional,  Pilates, kinesio Taping e Dinamic Taping, Dry needling, avaliação de marcha e corrida, Fisioterapia em Esportes de Luta. Fisioterapeuta do Palmas Futebol e Regatas estando entre as 10 mulheres do Brasil que trabalha com Futebol Masculino.
 

 

www.colunaviptocantins.com.br/talita-brunes
Mais nesta categoria: Reflexão sobre a vida »
Publicidade
Controller Contabilidade

Colunistas

Acesso Restrito

Contato

© Todos os direitos reservados. Ivonete Eich / Coluna VIP Tocantins | 2013-2017.

Desenvolvido por OceanoAzul 100x27