Colunistas5

Publicidade
Quinta, 13 Setembro 2018 09:50

Agulhas Cenas apresenta Horas Breves no próximo final de semana na Capital

Publicado por
Avalie este item
(0 votos)

O espetáculo de dança-teatro Horas Breves será apresentado no próximo sábado e domingo, 15 e 16, no Theatro Fernanda Montenegro, às 17 e 19 horas.Fruto de colaboração entre o grupo Agulha Cenas (Palmas-TO) e Sleepwalk Collective (País Basco, Espanha), a encenação tem a duração de 55 minutos e a classificação é livre. Os ingressos antecipados estão à venda na loja da Fundação Cultural de Palmas, no Capim Dourado Shopping, por R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia).

Horas Breves transforma diferentes sensações da passagem do tempo em imagens, sonoridades e movimentos. Responsável pelo projeto, a bailarina Renata Oliveira adianta que o espetáculo se desenvolve em torno das diferentes sensações da passagem do tempo, abordando, por meio da experiência artística, a questão da ansiedade. “A ansiedade, caracterizada pela sensação de não ter tempo para nada, é um mal do nosso tempo, marcado pelo excesso de informações e pela pressa nas diversas esferas da vida”, descreve.

Textos em domínio público de Luís de Camões surgem em meio a textos originais e contemporâneos como material na construção do espetáculo. Além de estar conectada à própria temática e à narrativa de saltos temporais, essa escolha proporciona diálogo com um importante legado cultural compartilhado, gerando uma via de comunicação com o público e potencial de contribuição para enriquecimento da vida cultural. “O texto, os movimentos e a narrativa deHoras Breves proporcionam uma experiência artística em diálogo com essa importante questão contemporânea. Sem oferecer respostas prontas, promove sensações e reflexões sobre como vivenciamos o tempo”, ressalta Renata.

Com essa mescla de fontes e linguagens artísticas, Horas Breves apresenta distintas camadas de composição cênica. Os estímulos sensoriais ora avançam por sua lógica própria, ora são capturados por uma narrativa fragmentada. O espectador é convidado a construir sentidos e seguir uma cronologia tortuosa que percorre marcos da história da humanidade, memórias pessoais e fictícias e o tempo real da apresentação.

Intercâmbio

A colaboração entre os coletivos foi iniciada à distância e concretizada em intercâmbio presencial realizado no Brasil, em fevereiro e março de 2018.  No dia 20 de outubro, o espetáculo do grupo palmense será apresentado na Sala Baratza em Vitoria-Gasteiz, na Espanha, como parte da programação do projeto Intercâmbio Cultural 2018 promovido por Sleepwalk Collective com patrocínio de instituições culturais espanholas.

Sleepwalk Collective é uma premiada companhia internacional de arte ao vivo e teatro experimental. Formada em 2006, o coletivo é composto por Iara Solano Arana, Malla Sofia Pessi e Sammy Metcalfe e tem sede na Espanha. No currículo, Sleepwalk Collective já criaram 12 espetáculos para teatros, uma série de peças intimistas e um grande número de performances e peças cênicas experimentais.

Em atividade desde julho de 2016, o coletivo de criação cênica Agulha Cenas, de Palmas, tem obtido reconhecimento local e regional, com participação em festivais e contemplação com recursos de patrocínio da Fundação Cultural de Palmas e do Banco da Amazônia. Por meio de parceria com Sleepwalk Collective (Espanha), o grupo inicia também um movimento de internacionalização de seus horizontes, por meio de recursos da municipalidade de Vitoria-Gasteiz para projeto de intercâmbio cultural em outubro de 2018.

Sinopse
Quatro pessoas em uma sala de espera.

Ao seu redor, o tempo avança lenta e inexoravelmente. O tempo que leva para piscar. O tempo entre uma sentença e a próxima sentença.

Em seu interior, o tempo se move em todas as direções e velocidades. O tempo como é sentido pelas árvores. O tempo que existe nos sonhos. Sua rotina os aprisiona. Em suas lembranças e saudades, revivem o tempo perdido.

Todo o tempo que lhes resta. Todo o tempo restante.

Ficha técnica

Criação: Agulha Cenas

Olhar externo: Sleepwalk Collective

Textos: Sammy Metcalfe, Luís de Camões, Heitor Oliveira, Whyllyan Goetten

Direção: Iara Solano e Sammy Metcalfe

Coreografia, cenário e figurinos: Renata Oliveira

Iluminação: Sammy Metcalfe

Cenotécnica: Josely Rocha e Renata Oliveira

Música: Heitor Oliveira e Fabrício Ferreira

Fotografia e design gráfico: Flaviana OX

Intérpretes: Fabrício Ferreira, Heitor Oliveira, Josely Rocha e Renata Oliveira

Agulha Cenas

Agulha Cenas foi idealizado pela bailarina Renata Oliveira e pelo músico Heitor Oliveira, agregando também o ator Fabrício Ferreira, a bailarina Josely Rocha, a atriz Fátima Salvador e a fotógrafa Flaviana OX. Estabelece parcerias com profissionais e coletivos para crescimento mútuo e concretização de projetos específicos. No ano de 2016, o grupo apresentou seu primeiro espetáculo, No Ciclo Eterno das Mudáveis Coisas, inspirado em textos de Fernando Pessoa e com direção de Juliano Casimiro. O segundo trabalho, Horas Breves, com direção do Sleepwalk Collective estreou em março de 2018.

Renata Oliveira

Renata Oliveira é bailarina e atriz. Vive e atua profissionalmente em Palmas e, com passagem pelo elenco de algumas das principais companhias locais, já se apresentou em todo o Brasil. Em 2007, integrou o corpo de baile juvenil do Ballet Municipal de Palmas, participando das montagens “Caminho das Águas” e “Suíte Classic”. Em 2008, integrou a Cia. Municipal de Dança Contemporânea, apresentando-se em “O Céu Não Sai de Cima” e “42 Graus”. Em 2009, apresentou sua própria coreografia, “Contraponto de Encontro”, no espetáculo Novos Criadores Intérpretes em Dança Contemporânea. De 2011 a 2016 integrou o elenco da Lamira Artes Cênicas, nos espetáculos “Do Repente”, “Fela da Gaita”, “Gibi” e “Olhai Por Nós”, com extensa circulação nacional pelo SESC Amazônia das Artes, Palco Giratório, Circuito SESC de Artes (SP) e diversos festivais de destaque, como Porto Alegre em Cena e Cena Contemporânea (Brasília). Pelo Balé da Cidade de Palmas, dançou os espetáculos “O Jogo” (2015) e “Kim Kardashian” (2016), criado em parceria com Sleepwalk Collective (Espanha).

Serviço

O quê: Horas Breves

Quando: Dias 15 e 16 de setembro

Onde: Theatro Fernanda Montenegro

Horário: Sessões às 17 e 19 horas

Duração: 55 minutos
Classificação indicativa: Livre

Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia)

Ponto de Venda: Loja da Fundação Cultural de Palmas (FCP), no Capim Dourado Shopping, ou na recepção da FCP, no Espaço Cultural

5 anexos

Ivonete Eich

Colunista social, jornalista, empresária, professora de matemática, química, física e biologia. Natural de Cerro largo RS. 
 

Colunistas

Acesso Restrito

Contato

© Todos os direitos reservados. Ivonete Eich / Coluna VIP Tocantins | 2013-2017.

Desenvolvido por OceanoAzul 100x27