Publicidade
Liliane Vieira

Liliane Vieira

Médica clínica geral , pediatra e pesquisadora em nutrologia.

Quinta, 19 Outubro 2017 08:31

Outubro Rosa o mais importante é prevenir

Essa data é lembrada em varias partes do mundo, como um grito de socorro, na luta contra o câncer. Porem vemos como tempo oportuno para reflexão , diante dos alarmantes resultados estatísticos do câncer em mulheres na atualidade. A mídia e os órgãos públicos evidenciam muito os exames: a mamografia, e o PCCU, para mim de forma errônea, pois tais exames são mecanismos de detecção do câncer, e não de prevenção.

Sabe-se que as mudanças de estilo de vida é que se constituem em prevenção efetivamente. O despertar para uma vida saudável trilhando por um caminho de escolhas do que pode ser bom para a nossa saúde.

1. Primeiramente a atividade física regular, porque combate a obesidade que é um dos fatores de risco para o câncer de mama, o exercício físico melhorar o humor e regula hormônios que por sua vez estimulam fatores imunológicos contra a célula cancerígena.

2. O Não fumar, é um habito relevante para a gênese das neoplasias em geral.

3. Na Alimentação encontramos o grande risco , como também uma grande arma preventiva contra o câncer. Grande risco porque os produtos alimentícios estão cada vez mais venenosos, cada vez mais aditivos e menos alimento. O processamento desses alimentos, são cada vez mais tóxicos e carregados de açucares, a exemplo dos refrigerantes e sucos de frutas. Esses alimentos são verdadeiras drogas viciantes, sem deixar de falar nos embutidos carregados de nitritos e outros aditivos que além de tóxicos são acidificantes, levando o corpo a um PH acido, e prejudicial para o ser humano.

Por outro lado existem as frutas e legumes e alguns cereais que são verdadeiros antídotos contra esses aditivos e toxinas, como os vegetais denominados crucíferos, como o brócolis, couve flor, couve folha, repolho etc..esses vegetais atuam diretamente no combate a célula cancerígena. frutas como macas, graviola, abacaxi, abacate, banana, e o limão que são altamente benéficas para a saúde do corpo, para a imunidade e replicação celular.

4. A Vitamina D3, que na verdade não é uma vitamina e sim um hormônio pois participa de diversos processos no metabolismo do corpo humano, ela existe em abundancia nos raios solares, nosso corpo precisa de sol, para manter nossos níveis de vitamina D3 elevados, pois ela tem importante papel na regulação da pressão arterial, dos níveis de insulina, na fixação do cálcio nos ossos e evitar a osteoporose, na manutenção de neurônios e na guerra imunológica contra a célula cancerígena.

Os alimentos em geral são pobres em vitamina D3, o ideal é suplementar diariamente com a vitamina, e manter seus níveis acima de 50 mcg e não acima de 30mcg como preconizam alguns laboratórios. E por ultimo o fator emocional, os grandes conflitos e traumas, as mágoas, que desestruturam as emoções, gerando estresse crônico e futuramente a instalação de um ambiente favorável para o surgimento de um câncer.

Nessa pequena receita podemos resumir fatores de prevenção efetivos, que somados a exames periódicos e avaliação médica, poderão minimizar o quadro epidemiológico mundial.
Dra. Liliane Rocha Vieira , médica Clinica Geral,
Pediatra e pesquisadora em Nutrologia.

Publicidade

Colunistas

Acesso Restrito

Contato

© Todos os direitos reservados. Ivonete Eich / Coluna VIP Tocantins | 2013-2017.

Desenvolvido por OceanoAzul 100x27